• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Em defesa da vida, CUT-ES e Sindiupes reiteram que são contra a volta às aulas

Ano letivo se recupera. Vidas NÃO!

Publicado: 23 Setembro, 2020 - 11h28 | Última modificação: 23 Setembro, 2020 - 11h30

Escrito por: CUT/ES

CUT/ES
notice

A CUT Espírito Santo e o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Espírito Santo (Sindiupes) reiteram que são contra a decisão precipitada e imprudente do Governo do Estadoem retomar as aulas presenciais em outubro.

A medida ignora estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) que aponta risco para 9,3 milhões de brasileiros de grupos de risco que vivem na mesma casa de crianças e adolescentes, caso as atividades escolares sejam retomadas de forma presencial neste momento.

Com a pandemia ainda em descontrole, 120 mil casos só no Estado, e com a falta estrutura de algumas unidades escolares para implementar os protocolos de segurança contra a Covid-19, consideramos totalmente incogitável a reabertura das escolas nesse momento.

Ressaltamos a importância de as autoridades seguirem as recomendações de órgãos internacionais como a Organização Mundial da Saúde (OMS) para um retorno das aulas presenciais de forma segura, mediante a adequação das escolas e que tenha a garantia de uma  testagem contínua dos trabalhadores e trabalhadoras em educação e dos estudantes para a prevenção e o controle efetivo da Covid-19.

Reiteramos nossa posição contrária ao retorno das aulas presenciais neste momento e reafirmamos nosso compromisso com a defesa das medidas voltadas à garantia da saúde e da vida dos professores, alunos, funcionários e suas famílias.