• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Dia Nacional de Luta em Defesa da Vida e do Emprego

A CUT-ES, centrais sindicais e movimentos sociais realizaram carreata pelas ruas de Vitória, defendendo a vida, o emprego e o impeachment do presidente Jair Bolsonaro.

Publicado: 08 Agosto, 2020 - 14h17 | Última modificação: 08 Agosto, 2020 - 21h44

Escrito por: CUT/ES

CUT/ES
notice

Essa sexta-feira, 07 de agosto foi marcada pelo Dia Nacional de Luto e de Luta. A CUT-ES, centrais sindicais e movimentos sociais realizaram carreata pelas ruas de Vitória, defendendo a vida, o emprego e o impeachment do presidente Jair Bolsonaro. As entidades manifestaram luto e solidariedade às famílias das cerca de cem mil vítimas da pandemia da Covid-19. Vidas que poderiam ter sido salvas, não fosse a falta de ações eficazes de enfrentamento à crise sanitária.

Respeitando as recomendações sanitárias da Organização Mundial da Saúde, com máscaras de proteção e praticando o distanciamento social o protesto saiu às 10h00 do Tancredão rumo ao Palácio Anchieta, passando antes pelas Serafim Derenze, Fernando Ferrari, Reta da Penha e Avenida Vitória.

Em cada bairro que a carreata passava a presidente da CUT-ES, Clemilde Cortes, lembrava aos moradores o descaso do Presidente da República com o nosso país e principalmente com o povo brasileiro. “Além de menosprezar os impactos da Covid-19 Bolsonaro se exime do seu compromisso com os brasileiros e aprofunda ainda mais o cenário de desemprego do país”.

“Os trabalhadores e trabalhadoras estão pagando o pato desse Governo passa boiada, que se aproveita de uma pandemia que assola o povo brasileiro para aprovar atrocidades contra o povo. Somos nós que precisamos sair para trabalhar. Somos nós que estamos perdendo os empregos e estamos sujeitos ao auxílio de R$ 600 que mal dá para bancar uma família. Somos nós que estamos morrendo as custas desse governo genocida”, completou Clemilde.

O mais emocionante e gratificante durante todo o percurso foi a resposta positiva da população capixaba. De suas casas gritavam “Fora Bolsonaro” e muitos carros deram coro a carreata. Mas, o mais importante foi a atenção que o ato chamou para a sociedade de que o país precisa mudar de rumo.

Espírito Santo

No Estado o panorama também não é favorável e o número de infectados só cresce! De acordo com a plataforma digital da Secretária de Saúde são 89.923 infectados e 2.693 óbitos provocados pela Covid-19. E mesmo com o número crescente de infectados, o Governador Casagrande afrouxa cada dia mais o isolamento social. O comércio capixaba está funcionando a todo vapor, todos os dias. Basta uma ida rápida aos centros comerciais para observamos com facilidade a quantidade de gente nas ruas.

“Ao mesmo tempo que o Governo do Estado cobra a adesão individual ao isolamento, ele não cria as condições para que o mesmo seja cumprido. E como se não bastasse estarmos vivendo com uma pandemia de alta transmissão, o Governador Casagrande deixa claro que existe a possibilidade de uma volta as aulas no próximo mês. A custa de quem? Das famílias capixabas, é claro!”, ressaltou a presidente da CUT/ES.

A direção da CUT/ES agradece a todos e todas que estiveram presentes e demonstraram seu apoio ao fim do governo Bolsonaro.