• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Carreata #ForaBolsonaro: Em defesa dos direitos, dos empregos, da vida!

A Central Única dos Trabalhadores do Espírito Santo e o Comitê Lula Livre realizaram, na manhã deste domingo (28) carreata “Fora Bolsonaro”.

Publicado: 28 Junho, 2020 - 21h58 | Última modificação: 28 Junho, 2020 - 23h56

Escrito por: CUT/ES

notice

Por orientação da nacional a Central Única dos Trabalhadores do Espírito Santo e o Comitê Lula Livre realizaram, na manhã deste domingo (28), carreata “Fora Bolsonaro”. Respeitando os protocolos de segurança da Organização Mundial da Saúde a carreata saiu do final de Camburi, percorreu bairros de Vitória e seguiu rumo a Praça Costa Pereira, no centro da capital.  

Nas ruas a adesão foi emocionante! Durante o percurso a população capixaba buzinava e acenava dando apoio. De suas casas, os moradores gritavam “Fora Bolsonaro” dando coro a carreata. 

A presidente da CUT/ES, Clemilde Cortes, ressaltou que a iniciativa foi motivada pelo desgoverno Bolsonaro. “Esse descaso do Presidente da República com o nosso país e principalmente com o povo brasileiro é inaceitável. Todas as medidas desse governo são extremamente perversas com os trabalhadores e trabalhadoras enquanto privilegia o empresariado e o sistema financeiro”. 

Como exemplo das atitudes do governo entreguista, Clemilde cita a entrega de todas as empresas e serviços essenciais para a iniciativa privada, é já começou pela água e saneamento, tão importantes para sobrevivência humana; o descaso no combate à pandemia do novo coronavírus, que já matou mais de 50 mil brasileiros em todo o país. E ainda, um governo autoritário e fascista, que vai contra os pobres, os direitos humanos, negros, mulheres, entre outros. 

A direção da CUT/ES agradece a todos e todas que estiveram presentes e demonstraram seu apoio ao fim do governo Bolsonaro. 

A carreata aconteceu no mesmo dia da mobilização mundial STOP Bolsonaro.  

STOP Bolsonaro é a mensagem que ecoará em todo planeta neste domingo (28). Organizado por militantes, movimentos sociais e sindicais da Europa, o protesto, que vai acontecer nas ruas e nas redes, é uma aclamação para parar o presidente do país, classificado como o pior chefe de Estado no combate e controle da pandemia do novo coronavírus.  Além de ceifar vidas, destruir direitos dos brasileiros e ser uma ameaça para o planeta dia após dia. 

A mobilização está organizada em mais de 63 cidades de 24 países, como Alemanha, Áustria, Argentina, Chile, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Itália, México, Nova Zelândia, Portugal, Inglaterra, Suíça e Uruguai. O movimento ganhou até uma página na internet